Header Ads

Seo Services

Apocalipse Zumbi | Sobrevivência ao extremo


https://www.youtube.com/watch?v=QrGmsKy5iCQ Vídeo do canal sobre o tema.

Nos cinemas e jogos, os mortos vivos se tornaram algo corriqueiro, existem vários jogos como
 
Dead Rising, Left 4 Dead, State of Decay, Resident Evil 1, 2, 3... Os zumbis como são chamados,
 
tiveram sua origem no Haiti, através do processo de zumbificação, e ainda é um paradoxo até
 
para os voduístas.

Existe uma enorme diferença entre um zumbi vodu e o zumbi holywoodiano. O zumbi

vodu, foi um indivíduo que teve sua alma roubada e obedece a seu mestre, enquanto o zumbi

holywoodiano, o qual somos apresentados nos filmes e jogos, foram criados através de um

vírus ou simplesmente do nada como nos seriados The Walking Dead e nos filmes

Extermínio. O zumbi voraz das hordas virais, ganharam vida graças a um homem: George

Romero, que fez o filme A Noite dos Mortos Vivos. O até então desconhecido diretor

transformou os zumbis em ícones da cultura pop, permanecendo até hoje.

George Romero


VOCÊ SOBREVIVERIA?



Muitos nerds e muitas pessoas adorariam que acontecesse um apocalipse zumbi. Muitos

dizem que adorariam atirar, matar como se tudo isso fosse fácil. Se enganam, estudos

comprovam que se acontecesse um apocalipse zumbi e a infecção não fosse detida no seu

estágio inicial, toda a raça humana seria varrida da face da terra!

Imaginamos o seguinte quadro: você é um homem forte de aproximadamente 80 quilos, cercado

por 3 zumbis de 50 quilos cada 1! Você não estaria lutando contra zumbis raquíticos, você estaria

lutando contra 150 quilos de força, e diga-se de passagem, nós nos cansamos, os zumbis não, nós

tememos por nossa vida, os zumbis não. Logo seríamos subjugados e devorados. Existiria em

nós, seres humanos, um terror tão grande que perderíamos a vontade de lutar por tudo que

conhecemos, muitos enlouqueceriam e outros morreriam de fome, outras pessoas se

transformariam em justiceiros roubando e matando os próprios vivos. Aconteceria

canibalismo entre os vivos, o cenário seria devastador.

ARMAS E TÁTICAS



Se você não tem nenhum treinamento militar ou marcial, ou nunca levanta a bunda do sofá

para pegar um controle remoto, ou se você reclama de ter que acordar cedo no  domingo, sinto

muito, mas você já estaria morto, pois no apocalipse zumbi, apenas os que tem disposição e os que

são fisicamente aptos sobreviveriam, pois é necessário enorme condicionamento físico para

correr quilômetros, se esconder, ficar noites vigiando e se encurralado, lutar por sua vida e de

seus parentes e amigos. No futuro, apenas homens e mulheres fortes fisicamente e

psicologicamente sobreviveriam.

ARMAS


Armas de fogo são usadas em último caso, pois o barulho chamaria a atenção das hordas nas

ruas e becos, e nem adianta dizer que você colocaria silenciador, pois isso é um item raro de se

achar até nos dias de hoje. Armas brancas como facões, machados, grandes

facas, paus e tacos, seriam armas perfeitas para enfrentar pequenos grupos de zumbis, isso

porque eles são lentos, mas lembramos que a lentidão é compensada pela grande

resistência. Logo se você é raquítico, magro ou preguiçoso, você estaria cansado e enfrentando

inimigos incansáveis.

SOBREVIVÊNCIA AO EXTREMO
 


Anos após o inicio da infecção, todos os meios de comunicação cessariam, não teríamos mais comida
fácil como temos hoje, não existiria água potável, não existiria nenhuma facilidade

do mundo moderno de hoje. Você teria que aprender a caçar seu alimento, seria necessário uma

readaptação humana àquele ambiente, e nisso somos bons. Seria necessário se unir a outros

sobreviventes para um bem em comum que é sobreviver. Seria necessário formar uma

comunidade protegida contra o mundo exterior, só assim poderíamos ter o tempo necessário

de plantar, colher, e aprender com os sobreviventes mais experientes. Toda a raça humana

mudaria.

Então jovens sonhadores, pensem 2 vezes antes de desejar um apocalipse zumbi, porque não

seria nada legal! Deixem os zumbis nos jogos, lendas e filmes!





Nenhum comentário