Header Ads

Seo Services

Silent Hill - Sua história revelada


Silent Hill, um jogo eletrônico desenvolvido pela Team Silent e publicado pela Konami, originalmente lançado para Sony Playstation na  América em 31 de janeiro de 1999. Foi (e ainda é) um dos principais representantes do gênero survival horror .

Enredo

O enredo do jogo se passa na cidadezinha fictícia de Silent Hill, uma pacata cidade conhecida por ser um tranquilo resort. Mas que esconde em suas fundações uma terrível história.
Uma garotinha chamada Alessa Gillespie, de aproximadamente 7 anos, que supostamente teria morrido durante um incêndio em sua residência, ainda assombra a cidade.

No começo do jogo somos apresentados ao personagem principal do jogo, Harry Manson, um homem de 32 anos, pai adotivo de Cheryl. Quatro anos se passaram desde o falecimento de sua esposa Jodie, e Harry, ainda assombrado pelas memórias do passado, é levado a uma profunda depressão. Sua filha Cheryl, num esforço para melhorar seu estado mental, pede para que eles tirem umas férias na cidade resort de Silent Hill.
Enquanto viajavam para Silent Hill, um forte nevoeiro toma conta da pista e o inesperado acontece: dentre o nevoeiro, Harry avista uma garotinha muito parecida com sua filha e tentando desviar da garotinha se acidenta, despencando de uma ribanceira. Após acordar no volante de seu carro acidentado, Harry se dá conta que sua filha Cheryl desapareceu. Daí em diante, começa a aventura macabra de Harry Manson em busca de sua filha na tenebrosa Silent Hill.


Mais tarde, no decorrer do jogo, Harry descobre que na cidade existe um culto fanático a um demônio chamado Samael, e que as famílias mais importantes da cidade fazem parte desse culto, no qual cada membro do culto deve sacrificar seu primogênito a Samael ( vide Silent Hill Home Coming).
Harry descobre que a jovem Alessa, vista inicialmente no nevoeiro, foi vítima de um sacrifício desse culto, do qual sua mãe Dália Gillespie fazia parte. O que o culto não contava, era que a jovem Alessa sobrevivera, se dividindo em duas partes. Com seu lado vingativo e maligno sendo tomado pelo demônio Samael, que não ficou satisfeito pelo sacrifício não ter sido completo, e o seu lado bom e inocente, que futuramente Harry descobre ser sua amada filha Cheryl, que é constantemente perseguida pelo culto, para que assim possa ser concluído o sacrifício e que Samael possa renascer.
Esse é o enredo básico de Silent Hill.

Música

Um dos pontos mais importantes do jogo, tendo suas faixas compostas pelo mestre Akira Yamaoka, com exceção de "Esperándote" que foi composta por Rika Muranaka.

A história macabra por trás do enredo 



O diretor executivo da Konami, Kenshiro Toyama, na procura de um enredo para seu novo jogo para fazer frente ao então famoso jogo da Capcom Resident Evil, começou a procurar roteiros. Mas nenhum era impactante o suficiente, até descobrir algumas lendas urbanas oriundas da abandonada cidade de Centralia, que fica no estado da Pensilvania, uma cidade de apenas 1.400 habitantes que vivia da extração de carvão. Certa vez, uma queimada no aterro sanitário da cidade, ocasionou um terrível acidente: o fogo do aterro se infiltrou nas minas de carvão que se estendiam por toda a cidade. Liberando gases tóxicos por toda a superfície da cidade, dando um aspecto de nevoeiro intenso. Após várias batalhas judiciais entre moradores e o governo, a pequena cidade de Centralia foi evacuada, se tornando uma inabitável cidade fantasma. Os moradores foram alocados para cidades vizinhas e foi atrás desses moradores que Kenshiro Toyama mandou seus executivos, que ouviram relatos macabros. Um comerciante morador de Centralia, vendeu um diário de seu primo desaparecido pela bagatela de 10.000 dólares. O diário continha 354 páginas, o diário de capa de couro no qual em sua primeira página havia escrito o nome H. Manson ( principal personagem do jogo, Harry Manson tirado desse diário). Na maioria de suas páginas haviam relatos rotineiros entre H. Manson e sua filha Cheryl. Mas quase no final do diário, alguns eventos assustaram até os mais incrédulos dos executivos da Konami.
H. Manson em seu diário, relata que em agosto de 1960 as 11:45 da manhã, todo o céu de Centralia escureceu. H. Manson assustado, pegou sua filha Cheryl que brincava no quintal, e a levou para dentro de casa. H. Manson, muito regilioso, tinha um pequeno santuário de oração em sua casa, onde se trancou com sua filha. H. Manson, escutou das ruas de Centralia, pedidos de ajuda, grunhidos, e uma cacofonia infernal. Após esse evento, tendo visto que o céu havia voltado ao normal, H. Manson foi para as ruas saber o que estava acontecendo, e descobriu que várias pessoas haviam desaparecido, dentre elas seu primo.
H. Manson desconfiava de magia negra, e culpava o xerife, o prefeito e o médico da cidade. O diário data o dia 21 de abril de 1961 as 10:30 da manhã, que novamente o céu escureceu e como de costume, H. Manson pegou sua filha e se trancou no santuário, até que batidas em sua porta o intrigaram, mas H. Manson ficou relutante. Até que escutou a voz de seu primo, desaparecido a seis meses, atrás da porta. Criando coragem H. Manson, decide olhar pela janela e se depara com a imagem de seu primo distorcida, amarrado de arames farpados e transpassados por metais. A criatura lembrava vagamente seu primo, e ao olhar para a rua, H. Manson teve a visão do inferno, com pessoas sendo torturadas em terrível agonia. 
O diário não fala se H. Manson e sua filha sobreviveram ou não, mas tudo indica que eles desapareceram. 
Através desse diário, a Konami criou o jogo Silent Hill. Toda essa história é uma conjectura, a única coisa verídica é que esse diário existe e está em posse da Konami.
Se apenas 1% dessa história for verídica, estamos jogando a vida de uma pessoa que existiu, tornando o jogo Silent Hill, na minha opinião, o jogo mais macabro criado pela mão do homem.


Agradecimentos a Anderson Azeredo que colaborou imensamente com esse artigo.

Comente e dê sua opinião .  


Nenhum comentário